A glamurosa feira Mipim, realizada anualmente em Cannes, premia os mais destacados edifícios e projetos urbanos de arquitetura.

Cannes atrai todos os anos os maiores investidores imobiliários do mundo para a feira de Mipim, onde é entregue o prêmio de melhores projetos do ano. 45 candidatos disputaram este ano em 11 categorias. Na imagem, o Amazon Spheres of Seattle (EUA), que não conseguiu o prêmio de melhor desenvolvimento de escritório. A premiação leva em conta os votos de 26 mil participantes e as avaliações de um júri (com três mulheres e nove homens) composto por gestores, arquitetos e designers relacionados a empresas do setor. A seguir, os vencedores de 2019.

o Amazon Spheres of Seattle (EUA), que não conseguiu o prêmio de melhor desenvolvimento de escritório

Cannes atrai todos os anos os maiores investidores imobiliários do mundo para a feira de Mipim, onde é entregue o prêmio de melhores projetos do ano. 45 candidatos disputaram este ano em 11 categorias. A premiação leva em conta os votos de 26 mil participantes e as avaliações de um júri (com três mulheres e nove homens) composto por gestores, arquitetos e designers relacionados a empresas do setor.

 

Veja abaixo, os vencedores de 2019:

 

Melhor hotel ou resort turístico:

O Club Med Cefalú, na costa norte da Sicília (Itália), ganhou o prêmio de melhor projeto de hospitalidade do ano. O escritório de arquitetura King Rosseli assina esta proposta de pequenas vilas privadas, distribuídas em um penhasco rochoso com vista para o Mediterrâneo.

O Club Med Cefalú, na costa norte da Sicília (Itália), ganhou o prêmio de melhor projeto de hospitalidade do ano. O escritório de arquitetura King Rosseli assina esta proposta de pequenas vilas privadas, distribuídas em um penhasco rochoso com vista para o Mediterrâneo.

 

Melhor desenvolvimento de escritórios:

A empresa PCA-Stream Philippe Chiambaretta Architecte assina o Laborde, um projeto no número 15 da rua homônima de Paris. A nova sede do escritório de advocacia Gide Loyrette Nouel assume a forma de um edifício parisiense, mas não renuncia às grandes superfícies de vidro. Também inclui a restauração do edifício ao qual está anexado, num quarteirão histórico do final do século XVIII:

A empresa PCA-Stream Philippe Chiambaretta Architecte assina o Laborde, um projeto no número 15 da rua homônima de Paris. A nova sede do escritório de advocacia Gide Loyrette Nouel assume a forma de um edifício parisiense, mas não renuncia às grandes superfícies de vidro. Também inclui a restauração do edifício ao qual está anexado, num quarteirão histórico do final do século XVIII.

 

Melhor desenvolvimento residencial

WOODIE, em Hamburgo (Alemanha), expressa, como o seu nome indica, a essência de um edifício que mistura dois materiais. O piso térreo e as escadas são de concreto, mas os apartamentos são de madeira. Foram pré-fabricados inteiramente na Áustria, no distrito de Wilhelmsburg, próximo à baía de Hamburgo. A construção das 371 residências levou apenas três meses.

WOODIE, em Hamburgo (Alemanha), expressa, como o seu nome indica, a essência de um edifício que mistura dois materiais. O piso térreo e as escadas são de concreto, mas os apartamentos são de madeira. Foram pré-fabricados inteiramente na Áustria, no distrito de Wilhelmsburg, próximo à baía de Hamburgo. A construção das 371 residências levou apenas três meses.

 

Melhor shopping:

O escritório de arquitetura Takenaka Corporation assina este shopping em Osaka (Japão). Mas o Hirakata T-Site, como o projeto é chamado, não oferece apenas moda e restaurantes. Uma grande biblioteca com 150.000 títulos ocupa o centro do complexo, que tem com objetivo se tornar uma “sala de estar da comunidade”.

O escritório de arquitetura Takenaka Corporation assina este shopping em Osaka (Japão). Mas o Hirakata T-Site, como o projeto é chamado, não oferece apenas moda e restaurantes. Uma grande biblioteca com 150.000 títulos ocupa o centro do complexo, que tem com objetivo se tornar uma "sala de estar da comunidade".

 

Melhor edifício reformado:

KOSMO, na cidade de Neuilly-sur-Seine (França), foi construído como um prédio de escritórios entre 1973 e 1979, ao longo do rio Sena e em frente ao distrito comercial parisiense de La Defense. O estúdio Ateliers 2/3/4 agora dá a ele uma nova capa para sediar a matriz da Parfums Christian Dior.

KOSMO, na cidade de Neuilly-sur-Seine (França), foi construído como um prédio de escritórios entre 1973 e 1979, ao longo do rio Sena e em frente ao distrito comercial parisiense de La Defense. O estúdio Ateliers 234 agora dá a ele uma nova capa para sediar a matriz da Parfums Christian Dior.

 

Melhor desenvolvimento de uso misto:

O Student Hotel Florence Lavagnini é um ‘palazzo’ mas toma a forma de muitas outras coisas: é um hotel, é um espaço comercial e de restaurantes, é um ginásio, é um bar com uma piscina no telhado… Resumindo, é o que a ‘Vanity Fair’ definiu como “o hotel do futuro”.

O Student Hotel Florence Lavagnini é um 'palazzo' mas toma a forma de muitas outras coisas: é um hotel, é um espaço comercial e de restaurantes, é um ginásio, é um bar com uma piscina no telhado... Resumindo, é o que a 'Vanity Fair' definiu como "o hotel do futuro".

 

Melhor desenvolvimento industrial e logístico:

Conseguir energia sustentável e acessível é o objetivo deste edifício coroado por uma torre de 49 metros de altura. O Greenwich Peninsula Low Carbon Energy Centre não apenas visa gerar essa energia, mas também incorpora um centro de visitantes para conscientizar quem quiser se aproximar de uma das áreas de maior desenvolvimento urbano de Londres.

Conseguir energia sustentável e acessível é o objetivo deste edifício coroado por uma torre de 49 metros de altura. O Greenwich Peninsula Low Carbon Energy Centre não apenas visa gerar essa energia, mas também incorpora um centro de visitantes para conscientizar quem quiser se aproximar de uma das áreas de maior desenvolvimento urbano de Londres.

 

Melhor projeto de recuperação urbana:

 21 escritórios de arquitetura participaram do desenvolvimento de 36 edifícios no centro histórico de Frankfurt, em um espaço que antes ocupava um complexo dos anos 70. Assim, surgiram 15 reconstruções históricas, seguindo o padrão medieval da cidade alemã, e outros 21 edifícios frutos de competições internacionais. E com eles, novas praças e ruas de pedestres para desfrutar das novas casas e espaços culturais e de lazer.

21 escritórios de arquitetura participaram do desenvolvimento de 36 edifícios no centro histórico de Frankfurt, em um espaço que antes ocupava um complexo dos anos 70. Assim, surgiram 15 reconstruções históricas, seguindo o padrão medieval da cidade alemã, e outros 21 edifícios frutos de competições internacionais. E com eles, novas praças e ruas de pedestres para desfrutar das novas casas e espaços culturais e de lazer.

 

Melhor desenvolvimento hospitalar:

O Polyclinique Reims-Bezannes está localizado às portas da Grande Paris. Em seus 42 mil metros quadrados, abriga 24 salas de cirurgia e 11 salas de parto. É assinado pelo arquiteto Jean-Michel Jacquet.

O Polyclinique Reims-Bezannes está localizado às portas da Grande Paris. Em seus 42 mil metros quadrados, abriga 24 salas de cirurgia e 11 salas de parto. É assinado pelo arquiteto Jean-Michel Jacquet.

 

Melhor projeto de futuro:

Um grupo de arquitetos japoneses e franceses imaginou esta ilha vegetal que pretende servir como uma ponte habitável sobre o Boulevard périphérique de Paris, uma das mais movimentadas autoestradas da Europa. A área total supera 63.000 metros quadrados e é coroada com um grande jardim que liga Paris a Neuilly. Em seus telhados, 1.000 árvores serão plantadas para dar nome ao projeto: ‘Mille Arbres‘.

Um grupo de arquitetos japoneses e franceses imaginou esta ilha vegetal que pretende servir como uma ponte habitável sobre o Boulevard périphérique de Paris, uma das mais movimentadas autoestradas da Europa. A área total supera 63.000 metros quadrados e é coroada com um grande jardim que liga Paris a Neuilly. Em seus telhados, 1.000 árvores serão plantadas para dar nome ao projeto: 'Mille Arbres'.

 

Melhor megaprojeto de futuro:

Para competir nesta categoria é necessário, como no anterior, iniciar a construção do projeto entre 2017 e 2019, mesmo que seja finalizado muito mais tarde. Além disso, os aspirantes ao melhor megaprojeto devem superar os 150.000 metros quadrados de superfície. Este é o caso deste Parque do Futuro em Yorkshire (Reino Unido), que oferecerá aos visitantes restaurantes, fazendas, mercados, lojas e instalações para pesquisas ou eventos especiais.

Para competir nesta categoria é necessário, como no anterior, iniciar a construção do projeto entre 2017 e 2019, mesmo que seja finalizado muito mais tarde. Além disso, os aspirantes ao melhor megaprojeto devem superar os 150.000 metros quadrados de superfície. Este é o caso deste Parque do Futuro em Yorkshire (Reino Unido), que oferecerá aos visitantes restaurantes, fazendas, mercados, lojas e instalações para pesquisas ou eventos especiais.

 

Prêmio especial do júri:

O Parque Zaryadye, em Moscou (Rússia), recebeu a menção especial do júri. Seus dez hectares visam revitalizar o coração da capital russa com dois anfiteatros, áreas educacionais, pavilhões de entretenimento e edifícios históricos restaurados.

O Parque Zaryadye, em Moscou (Rússia), recebeu a menção especial do júri. Seus dez hectares visam revitalizar o coração da capital russa com dois anfiteatros, áreas educacionais, pavilhões de entretenimento e edifícios históricos restaurados.

 

Matéria por JOSÉ LUIS ARANDA / El País Brasil