Uma assessoria jurídica confiável e competente é fundamental para realizar transações imobiliárias sem dor de cabeça. Por esse motivo, vamos conversar com a advogada Ana Vedovelli, responsável pelo departamento jurídico da Miguel Imóveis.
Quais os seus diferenciais de qualidade como profissional do setor jurídico?
O diferencial que reputo importante é a atualização constante das questões alusivas ao direito imobiliário. Diariamente nos deparamos com situações práticas, mudanças de legislação, decisões de tribunais, as quais são mais perceptíveis ao advogado militante em tal área.
Quais as suas atribuições na Miguel Imóveis?
Cuido de todos os interesses relacionados à análise documental, preventiva, da locação, venda de imóveis e lançamentos de empreendimentos imobiliários. No que diz respeito ao cumprimento de um contrato de locação de imóveis, o foco sempre é atender os interesses dos clientes, no propósito de solucionar de forma mais rápida para eventuais conflitos de interesses que surjam, seja durante ou no encerramento da locação, objetivando compor eventual conflito.
Porque o cliente deve optar por uma imobiliária com depto jurídico próprio?
Bem, vejo como importantíssimo diferencial uma imobiliária possuir um depto jurídico no interior de sua sede comercial, como é o caso da Miguel Imóveis. O profissional do direito se dedica em exclusividade às atividades rotineiras das transações imobiliárias; o cliente tem fácil acesso ao advogado, o que é um facilitador, notadamente porque tal proximidade confere segurança e conforto, sanando imediatamente eventuais dúvidas que possam surgir.
Conte algum case de exemplo no qual foi decisiva a atuação do departamento jurídico em função do melhor negócio para o cliente?
Nossa, isto ocorre com certa frequência. Posso citar casos de locação, por exemplo, em que analisando a documentação pude verificar tentativas de fraude, fiança de pessoas que se utilizavam de documentos furtados buscando criar engodo, ou uma “falsa garantia”; o trabalho de falsificação, à primeira vista, parecia perfeito, aos olhos de um leigo, porém com uma análise criteriosa e recursos de um profissional da área jurídica pude confirmar a tentativa da falsidade. Outros tantos casos em que, na compra de imóveis, as certidões demonstraram riscos para o vendedor, e, com uma busca e análise mais profunda documental, muitos prejuízos foram evitados.
Porque o proprietário da Miguel Imóveis entende ser tão importante ter um depto jurídico próprio?
Exatamente pelo que relatei acima. As situações que nos aparecem diariamente são as mais inusitadas, se você não dispuser de um depto. jurídico no interior de sua empresa, que se dedique exclusivamente aos clientes da imobiliária, até que o profissional seja contatado, que se agende um horário, se desloque até seu escritório, pode retardar ou até mesmo perder um excelente negócio.
Qual a percepção que um cliente que possua um imóvel para venda ou locação, tem quando existe em uma imobiliária um departamento jurídico próprio?
Segurança. Acho que é isso que todos nós desejamos, em qualquer segmento, que buscamos na sociedade quando visamos uma prestação de serviços. Sempre procuramos eficiência, segurança técnica, que nos transmita confiança e tranquilidade.
Porque você deve comprar um imóvel no lançamento (na planta) em uma imobiliária que tenha um depto jurídico próprio?
Veja bem, hoje sabemos que o mercado oferece todo tipo de produtos e revendedores que você possa imaginar. Entretanto, não é raro nos depararmos no meio forense com situações em que a pessoa se aventura a adquirir um imóvel através de um profissional, sem nenhuma ou até com pouca expressão no mercado imobiliário, e ter seu sonho frustrado. Ao final, perde dinheiro, ganha dor de cabeça, por carência de uma boa orientação das questões jurídicas.
Existe um canal estreito com os corretores para um suporte de qualidade nos assuntos jurídicos?
Diariamente. Aliás, os contratos são confeccionados com supervisão do departamento jurídico da Miguel Imóveis. Existem situações, por exemplo, em que as partes solicitam aos corretores a inclusão de cláusulas impossíveis de serem executadas; assim, são orientadas dos riscos jurídicos de sua pretensão, quando indica-se caminhos seguros para firmar o ajuste.
Na sua opinião, porque que os Piracicabanos, empreendedores, e incorporadores devem fazer negócios com a Miguel Imóveis?
Porque dentro de seus 38 anos de atuação no ramo imobiliário, reuniu não apenas expertise, solidez, confiabilidade, visão de mercado, porém, se aproximou dos clientes pela forma honesta de trabalhar.
Qual a importância da papelada burocrática na aquisição de um imóvel?
A importância é vital. Como disse, algumas pessoas optam em estabelecer a transação de locação ou compra diretamente entre si. Mas confesso que já tive oportunidade de presenciar tantos sonhos vivarem pesadelos. Por isso que eu falo sempre, a advocacia preventiva é essencial, somente o profissional do direito tem visão ampliada de como analisar os meandros dos documentos.
>> Matéria veiculada em 13/08/2018 no Jornal Piracicaba Hoje