Anthony

Realizar o sonho da casa própria é o sonho de muitos brasileiros. Felizmente, hoje é possível contar com incentivos e programas do governo que auxiliam famílias a comprarem casas populares a preços acessíveis e em condições de pagamento extremamente atrativas.

Minha Casa Minha Vida, um programa do Governo Federal, é a melhor oportunidade para quem quer sair do aluguel e ter seu próprio imóvel.

Você sabe como ele funciona e quais são seus benefícios?

No artigo de hoje vamos falar sobre esse assunto, esclarecendo todas as dúvidas e te ajudando a entender o que precisa ser feito para dar entrada no processo e realizar o sonho da casa própria.

Continue a leitura.

O que é o programa Minha Casa Minha Vida e como ele funciona?

Criado em 2009 pelo Governo Federal, o programa Minha Casa Minha Vida ajuda diversas famílias que ainda não possuem sua casa própria, mas que sonham em sair do aluguel e começar a construir seu patrimônio.

De acordo com o IBGE, em 2008 o déficit habitacional do país era de aproximadamente 7,9 milhões de moradias. O programa veio para quebrar esse número e melhorar a qualidade de vida dos brasileiros.

Como não é de se surpreender, uma das maiores dificuldades para conquistar seu próprio imóvel é o investimento financeiro. Dessa forma, o Minha Casa Minha Vida permite facilitar o financiamento das moradias, ajudando milhares de pessoas a realizarem o sonho da casa própria.

Além disso, o programa também incentiva o setor de construção civil, uma área fundamental na economia e no desenvolvimento do país.

Sua proposta é, então, proporcionar condições favoráveis para que cada vez mais brasileiros tenham acesso à moradia, seja na cidade ou em zonas rurais.

Para que esse processo seja possível, o Governo Federal melhorou as condições especiais de financiamento, através de algumas parcerias com municípios, estados, entidades sem fins lucrativos e empresas que ajudam no processo de construção desses empreendimentos.

O programa é excelente e muito bem visto, e já ajudou milhares de brasileiros a saírem do aluguel e realizar o sonho da casa própria.

No entanto, existem regras específicas para a adesão. Isso significa que nem todas as pessoas que se cadastram conseguem participar, uma vez que existem alguns critérios a serem avaliados.

Entendendo o subsídio habitacional

Um dos recursos oferecidos pelo Governo Federal é o subsídio habitacional. Ele auxilia na compra da casa própria pelas famílias de baixa renda.

O valor liberado para o subsídio pode ser usado para reduzir as parcelas restantes de um financiamento imobiliário feito pelo participante do programa Minha Casa Minha Vida.

Como funciona o subsídio habitacional?

Se você possui direito ao subsídio de R$25 mil e pretende financiar um imóvel no valor de R$125 mil, será preciso pagar apenas R$100 mil.

Os R$25 mil restantes serão quitados pelo próprio programa do Governo Federal, e você não precisará reembolsar esse valor, pois já é abatido no total do financiamento.

Dessa forma, o subsídio funciona como um bom desconto para a aquisição do primeiro imóvel. Vale a pena dizer que apenas algumas pessoas possuem direito à esse benefício.

Quem tem direito ao subsídio habitacional?

O direito ao subsídio habitacional é restrito. É preciso ter 18 anos de idade ou mais, ser cidadão brasileiro ou naturalizado e não possuir nenhum imóvel residencial próprio, finado ou quitado, em seu nome.

Também é necessário que o candidato não tenha sido atendido, em outras vezes, pelo programa Minha Casa Minha Vida ou por nenhum outro programa habitacional oferecido pelo Governo Federal.

Como determinar o valor de um subsídio?

O valor do subsídio varia de acordo com vários critérios. Alguns fatores são analisados para descobrir qual será o subsídio oferecido para cada cidadão.

Dentre esses fatores, são analisados: a renda familiar do participante; as condições como idade e preço do imóvel escolhido; a região do imóvel escolhido.

De forma simples, quanto menor for a renda bruta mensal da família do beneficiário, maior será o valor do desconto aprovado para a compra do imóvel em questão.

Hoje o Minha Casa Minha Vida contempla quatro faixas de renda para a participação do programa. Dessas quatro faixas, três delas possuem subsídio habitacional.

As três faixas com a possibilidade de subsídio, são:

  • Famílias que possuem renda de até R$1,8 mil reais mensais. Esse grupo paga parcelas que variam entre R$80 e R$270 reais mensais, por um período de no máximo 120 meses. Por isso, muitos beneficiários dessa faixa podem ter mais de 90% do valor do imóvel subsidiado.
  • Famílias que possuem renda de até R$2,6 mil reais mensais. Esse grupo pode financiar imóveis pela Caixa Econômica Federal com taxas de juros de 5% ao ano, tendo até 30 anos para pagar o imóvel. Para essa faixa, os subsídios podem chegar a R$47,5 mil reais.
  • Famílias que possuem renda de até R$4 mil reais mensais. Esse grupo pode financiar imóveis com condições e facilidades semelhantes ao grupo anterior, mas o valor do subsídio costuma ser menor: no máximo R$29 mil reais.

Como o subsídio é usado na compra de um imóvel?

O subsídio normalmente é utilizado para abater algumas parcelas do financiamento, seja para deixá-las em valores menores, mantendo o mesmo prazo, ou para mantê-las iguais, mas reduzindo o prazo de pagamento, uma vez que algumas parcelas serão adiantadas.

O valor da entrada do imóvel e as outras despesas da compra, como registro de imóvel no cartório, por exemplo, devem ficar a cargo dos compradores. O subsídio não pode ser usado para abater esses valores. Pensando nisso, é muito importante que o interessado procure uma construtora que ofereça condições mais interessantes para essas taxas. Algumas empresas permitem que a entrada seja dividida, facilitando a aquisição do comprador.

Muitas imobiliárias também permitem que o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) seja utilizado para abater o valor de entrada. Vale a pena ficar de olho em condições diferenciadas como essa.

Por que usar o subsídio é uma boa opção para pessoas que querem sair do aluguel?

O subsídio, quando aprovado, permite que o comprador gaste menos com o financiamento imobiliário, já que é possível reduzir o valor das parcelas ou a quantidade delas ao longo do tempo, com o valor disponibilizado pelo Governo Federal.

Como a Miguel Imóveis pode te ajudar nesse processo?

Nós da miguel imóveis, possuímos diversos empreendimento que se encaixam no programa Minha Casa Minha Vida, ajudando assim você sair do aluguel de modo mais acessível.
Vejam algumas opções que se encaixam em seu orçamento!

Terras Altas
Città di Lucca
Las Rocas
Residencial Porta de Ártemis
Jardim Ouro Fino
Residencial Vila Belém
Por do Sol

Agora que você já sabe como funciona o processo do Minha Casa Minha Vida e também já conhece alguns dos nossos empreendimentos que você pode ser beneficiado, é só entrar em contato com nossos corretores parceiros e realizar seu sonho!